Natura Kriska – Balinha 7Belo

Falar de perfume nacional é pedido antigo de quem acompanha o site — o Isac foi um dos leitores que me lembro agora. A distribuição é mais generosa e é o que todo mundo usa (ou você acha que o Brasil é o maior mercado de perfumaria por conta dos importados?) Organizar a recomendação de perfumes num serviço foi o empurrão que faltava: tenho que saber apontar coisas escolhidas, pinçadas do mercado, em todas as faixas de preço. Afinal a intenção é ficar dentro do orçamento de quem contrata. E por onde começar?

O pessoal que acompanha no Facebook ajudou. Fui atrás de todos os citados, atualmente estou testando os mais comentados da Natura. Kriska foi de cara um dos meus favoritos.

É despretensioso, bem feito e divertido. Despretensioso + divertido são um combo irresistível num perfume (em tudo, na verdade) — com tanta coisa querendo ser tanto (e não conseguindo), quem faz o objetivo mais razoável e corre para alcançar, se dá melhor. Fora isso, quantos perfumes se pode chamar de divertido?

Kriska é uma mistura de rosa, morango, cereja, fazendo um lado frutado sob controle, sem avalanche gourmand. Numa base de almíscar, baunilha e fava tonka — cremosa, leitosa, com um toque talcado. Para além de soletrar nota, o que importa é que cheira como bala 7 Belo: rosinha e cremosa, com o conforto de ser familiar. É envolvente, morno, confortável de usar, só com um lado adocicado — é um tico mais adulto que um floral-frutal doção. Um quase comestível, sem medo de parecer feito pelo homem, sem necessidade de ser fresca-limpa-tomada-banho. Tem boa fixação, projeção e ótimo preço.

Você também ajuda me contando nos comentários quais os seus perfumes nacionais mais queridos — desde que seja os ainda fabricados, assim posso recomendar na consultoria. E muito obrigado 😉

 

  • Edu Coelho

    Dos nacionais eu gosto: Natura: Madeira em Flor, Sintonia (masculino original, que é o contratipo do Boss Bottled); L’Occitane au Brésil: Mandacaru, Flor de Goiaba, Avon: 300km/h (original e flankers).
    Ah, outro dia eu fui ao Boticario e experimentei a reformulação do Connexion. Usei muito na década de 80, alternando com o Styletto. Mas a reformulação desandou. Ficou com cheiro de Polo + gerânio murcho. Uma pena.

    • Gerânio murcho não parece nada bom! O Madeira em flor está por aqui, é simpático mesmo — lembra o Cacharel Noa na maciez toda.

      Da Avon estou testando o Ivete Sangalo e achando divertido demais.

  • Ubiratan

    Dênis, valem a pena cheirar, pensar e falar sobre:
    Natura: Urbano, Senhor N., e Essencial masculino,
    Mahogany: Índia misteriosa, Make me fever gold, Make me fever masculino, Black rose.
    L’acqua di fiori: Cúmplice.
    Boticário me dá um soooono……já desisti da marca.

    • Ubiratan, Essencial masculino está aqui comigo e entendo total o que você fala — ele é legal, mesmo. O restante vai pra minha lista de pesquisa 😉

      Concordo sobre o Boticário, é uma marca bem difícil de bater pra mim. Tudo complicado demais, sem precisar. Obrigado pelas dicas.

  • Ariel Chaves

    Escolhi esse perfume a umas semanas, e fiquei muito feliz e apaixonada por ter encontrado um perfume tão bom, melhor ainda é ler a tua resenha, porque o meu simples “que perfume bom” fica melhor explicado e entendido com tuas palavras!! Parabéns adoro o blog!!

  • Alize Bernardes

    Dênis, conheça o S. excès femme da Eudora. É um perfume noturno, denso e sensual, com Oud dentre as notas que o compõem.

  • Isac Donisete

    Eu tô feliz, eu fui citado… eu tô “sissintindo” importante… as dicas do Ubiratan são mára… somadas às do Edu fecham meus prediletos… não gosto de tudo do Boticário mas acho alguma coisa até interessante… os perfumes da linha Rio Eu Te Amo por exemplo! Não conheco muitos do Avon… quero conhecer… e todos esses citados também… alem disso roa a Jequiti… “ma ooeeeeeee…” Grande abraço!

    • Ha! Estou pagando minha promessa ou não?

      • Isac Donisete

        Suuuuuuuuuuuper!

  • Daniel Arata

    Deeeeeeeeeeeeeenis!! Que coisa linda de ler essa resenha do queridíssimo Kriska!
    Legal ver você pesquisando o nosso acervo nacional.
    Keep Goin’! =D
    O novo da Natura, o Urbano é gostosinho, mas gosto de uma coisa mais “ousada”. Ele me leva pra dias frios onde estou com a roupa molhada com desodorante axe. Não é uma boa experiência… Rs.
    Acho o Essencial classudo, mas nada demais. 🙂
    Obrigado pela resenha. Kriska é isso ae: Todo cremosinho.
    Abraços!!

    • Daniel, testei um flanker do Urbano — gostei médio. O original, não conheço. Tem uma filinha de resenhas de Natura pra sair, (voz do Lombardi) aguardemmm.

  • Ali Hassan Ayache

    Perfumes nacionais são uma relação de amor e ódio comigo. Adoro a linha Essencial da Natura, original e flankers. Adoro a linha Malbec do Boticário, original e flankers. Existem fabricantes nacionais pequenos que produzem algumas jóias rara, de Belém do Pará a Chamma Amazônia tem um a base de guaraná que é de todo diferente. Os melhores perfumes nacionais estão na discreta Mahogany com o exótico Mogno Amazônia e o Maschio com seus 200 ml de especiarias que incomodam muita gente , menos a mim. A fixação dos produtos Mahogany é a melhor do Brasil. Procuro perfumes com algo diferente com sensações exóticas, cansei dos amadeirados ou de perfumes que se parecem um com o outro.

    • Ali, me recomendaram bastante os Mahogany, ótima lembrança. Chamma da Amazonia é uma novidade, vou procurar para sentir.

      Quanto aos perfumes com sensações exóticas, recomendo o Déclaration, rico em cominho e cardamomo. Tem resenha aqui, caso não conheça.

    • Gustavo Reinhold

      Eu desconhecia completamente os Mahogany. Graças a ti, estou me aventurando pelas fragrâncias da marca. Obrigado!

  • Adriana Reis Andrade

    Gostei muito do SIGA AQUELA FLOR AMARELA e principalmente do MEU JARDIM SECRETO É MAIS VERDE, ambos da Quem Disse, Berenice?

    • Obrigado pelas dicas, Adriana, ainda não parei para olhar a perfumaria da marca. Já está no meu radar! 😉

  • Tay Martin

    Dênis, estou muito feliz por ter descoberto um sites sobre um dos meus assuntos prediletos! Olha eu adoro de paixão a linha Humor da Natura, em especial o Humor 1, qué feminino e tem uma saída de pêra fantástica! Adoraria ler uma resenha desse perfume no site. Ótimo trabalho, continue assim.

    • Tay, eu gosto dessa linha da Natura, quero fazer mais resenhas de perfumes deles, sim. Vou colocar o Humor na lista. Vc chegou a testar no novo de Rosa deles?