Não sinto mais meu perfume

Você aplica o perfume no pescoço de manhã e entra na sua viagem particular. É o perfume que te deixa pronto para trabalhar, que aciona as fantasias certas. Você se sente respeitável, capaz, útil para a sociedade, preocupado com o bem maior, o profissional dedicado que merece um aumento. E no meio da tarde parece que não tem mais nada ali.

Você não sente seu perfume depois de um tempo que aplica pelo mesmo motivo que só sente o cheiro da sua casa assim que entra nela. É o que chamam de acomodação olfativa.

É um jeito de liberar o olfato daquele estímulo, para sentir novos cheiros e perceber coisas novas no ambiente. Quando calça sua meia de manhã você percebe o tecido no pé. Mas imagina a tortura que seria ter consciência disso o dia inteiro? Deixa de ser algo confortável e passa a ser incômodo. A mesma coisa com o perfume. Mas tem alguns jeitos de contornar isso.

O primeira coisa a fazer é perguntar pra um amigo se ele ainda sente seu perfume. Se a resposta for não, pode ser que não seja a proposta do perfume: colônias e perfumes cítricos não querem e não conseguem durar um dia inteiro. Se a resposta for sim, o assunto é com o seu nariz e seguimos em frente.

O que fazer?

Controlar na aplicação — Se borrifar perfume perto do nariz, no pescoço, no osso do peito, já sabe: você sente o perfume muito bem por um tempo, o olfato se cansa e depois não sente mais nada. A saída e aplicar mais longe. Algumas idéias para você experimentar e achar seu conforto: na dobra dos braços, nos punhos (em cima, se fica no computador), na nuca. Aplicando em alguns desses lugares o perfume se espalha de um jeito legal e você sente quando tem que sentir e não o tempo todo.

Borrifar na nuca é o que gosto mais e que faz mais sucesso com as clientes de consultoria: você não sente o perfume, até esquece um pouco que usa, e de repente — Hm, que perfume bom… — ele vem! Também funciona super para quem as vezes se sente sufocado ou enjoa do próprio perfume: dá folga pro nariz sem sumir completamente.

Variar de perfume — Outra estratégia que funciona é mudar de perfume todo dia (mas não vai adiantar passar no pescoço, pelos motivos acima). Ou fazer uns dias de folga, sem perfume, pra não deixar o nariz se acomodar.